Dicas de Leitura

O refúgio do Marquês – Lucy Vargas

postado em janeiro 12, 2018

 

Bom dia meus Amores!!!! Hoje trago o Primeiro Volume de Os Preston – O Refugio do Marquês!!! Vem comigo se apaixonar por mais este romance de época!!!!

 

Sinopse

“Agora você é meu refúgio e, com certeza, o mais belo”.

Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.

Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.

Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.

Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.

Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?

 

 

Resenha

Vamos começar pelos nossos protagonistas:

Lady Caroline, baronesa viúva de Clarington, possui apenas 26 anos, belos olhos amendoados, um corpo que ela descreve como sendo na “média”, lindos cabelos castanhos que ela cisma em manter em um coque.

Seu marido veio a falecer ainda muito novo, e diga-se de passagem: Graças a Deus, pois o homem era um tormento na vida da Lady. Mas como ficou viúva muito cedo e não teve filhos, ela tinha que recomeçar a sua vida, e foi pensando nisso que pediu ajuda para sua parente distante – a Marquesa Viuva de Bridington – Hilde Preston.

Mas antes de falar um pouco da Hilde, deixa registrar aqui que Caroline era dona de uma força da natureza, ela tinha personalidade e foco, sabia dar ordens e colocar um casa em ordem, assim como não se assustava facilmente e nem se impressionava com as atribulações da vida, realmente esta personagem agradou da primeira a ultima página, muito amor e admiração por Caroline Clarington.

Hilde Preston tinha um filho – o Marquês Henrik Preston –  um homem muito forte (ate demais para os parâmetros da época), muito bronzeado pelo sol, com cabelos longos castanhos até abaixo do colarinho, uma barba que cobria o seu rosto (muito além do aceitável) e olhos cor de menta (que eram apagados e atormentados, como só alguém que sofreu muito, pode ter).

Henrik Preston era homem torturado pelas tragédias do passado e martirizado por um casamento que já não existia ha muito tempo, pois sua esposa se encontrava em uma cama, de onde só sabia gritar e causar danos a todos que rodeavam.

Sua casa era o reflexo do seu tormento, todos os cômodos escuros e sujos, reformas a serem feitas para todos os cantos, falta de empregados, ou seja, não era um lar e sim um mausoléu. A aparência física e os modos do Marquês condiziam com a sua morada, pois o Lorde não tinha mais os bons modos, e era uma pessoa totalmente inadequada aos olhos de todos, principalmente da sua mãe, por esse motivo ela escalou a nossa linda Caroline para colocar a casa em ordem e tentar trazer o seu filho a vida, tarefa essa que parecia impossível a primeira vista.

Os Marquêses tiveram uma linda filha chamada Lydia, uma garotinha adorável, como olhos iguais aos do Pai, cabelos loiros iguais aos da mãe, Lydia era um sopro de alegria naquela casa, uma criança muito dócil e amável que adorava abraçar e receber carinho, confesso que ela ganhou meu coração desde o primeiro instante.
Ou seja, já deu para perceber que esta é uma estória de amor, densa que me fiz rir muito com o jeito “inadequado” do Marquês e me emocionar com todos os relacionamentos intrínsecos na trama.
Não vou tentar resumir este livro em uma simples resenha, pois seria impossível para mim, e encher de Spoilers seria um crime, portanto o máximo que posso fazer é recomendar a leitura sem medo de ser feliz!!!!
A forma como Lucy Vargas escreve merece um destaque, ela simplesmente dá vida as seus personagens de forma maestral. Com certeza ela me conquistou e já afirmo que terá outras resenhas de seus livros por aqui!!!!
O Refúgio do Marquês conta com 292 páginas e foi publicado em 10/2015!!!!
Eu não fui capaz de deixá-la notar, mas gosto muito de você, Caroline. Sou mais culpado do que aparento e não apenas por meus erros passados. O que eu descobri que sinto por você pode ser condenável, mas é tão precioso para mim que prefiro continuar sentindo.

 

Lucy Vargas é uma jornalista e escritora carioca com vários livros publicados. Sua paixão pela escrita começou cedo, quando assistiu a primeira novela da vida, odiou e reescreveu tudo. Desde então nunca mais parou e escreveu todo tipo de história que lhe agradasse.

Lucy escreve romances contemporâneos e de época, como Cartas do Passado e As Cartas da Condessa. A sua Série Ward, best-seller da Amazon, iTunes, Kobo e Google Play, vendeu mais de 30 mil e-books. E a levou a ser autora revelação do iTunes. E a primeira autora brasileira convidada pelo Google a publicar seus livros independentes na Play Store. Onde ficou semanas em #1 e #2 lugares e entrou para os Melhores do Ano de 2015.

Lucy é a primeira autora independente e brasileira a chegar as listas de mais vendidos de todas essas livrarias online.

 

E este foi o Post de hoje!!!! Obrigado pela visita e até a próxima!!!!

 

 

 

Fernanda Tusutiya
Fernanda Tusutiya

posts relacionados

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *